Exército foi enganado pelo maior charlatão do Brasil.

O cara se alistou normalmente, mas chegou dizendo que era faixa preta de jiu-jitsu lesionado, não queria ralar. Ele antes de se apresentar, segundo conta, ligou para um tal de tenente Henrique, e se passando por outro oficial – Major Ariel – disse que o recruta Marcelo, quando se apresentasse não deveria fazer nada, já que era campeão brasileiro e poderia até representar o exército quando melhorasse. Resultado, ele era carregado para todos os lados e não formou nenhuma vez. Depois de algum tempo, sabendo que o EB tinha umas Harley Davidson ele se passou por um oficial e vendeu duas motocicletas como se fosse material a ser alienado. O exército, é obvio, não divulgou nada sobre o acontecido na época, e agora a história vem novamente a tona. Marcelo atualmente cumpre pena.

Veja  uma entrevista com o ex-soldado.

(Passe o mouse por cima do quadro abaixo e verá a seta de comando iniciar)

Fonte: sociedademilitar